Sabe de Tudo - O Blog da #ToDeCacho

As alegrias e as dificuldades de ser médica: porque essa profissão tem seus altos e baixos

Vamos começar pelo lado bom? =) A medicina é uma profissão milenar que tem uma boa imagem na sociedade. Normalmente, os médicos são respeitados, valorizados e ainda se mantêm como uma das profissões mais bem pagas no Brasil. Como vantagem suprema, a chance de ajudar, de cuidar e de curar as pessoas é incrível. Poucas coisas na minha vida são mais recompensadoras que isso. Outras alegrias que a medicina proporciona são o conhecimento sobre o nosso próprio corpo e saúde e a possibilidade de atuar em diversos campos.

As alegrias e as dificuldades de ser médica: porque essa profissão tem seus altos e baixos

Desde pequena sempre sonhei em ser médica. Sempre sonhei em entender e a compreender como o corpo humano funciona e poder ajudar outras pessoas a serem mais saudáveis. Até hoje ter me formado em medicina foi uma das maiores alegrias da minha vida mas, essa profissão traz consigo algumas dificuldades e obstáculos que a Mona de 8 anos não tinha imaginado. No post de hoje vamos conversar sobre as “dores e as delícias” de ser médica. =)

Leia também: Saúde mental: O que é, e importância de manter a mente sã

Em contrapartida, existem diversas dilemas e obstáculos que precisam ser enfrentados para um bom exercício da medicina. O mais gritante para mim é o fato de, diariamente, entrar em contato com situações tristes, pessoas doentes, morte, pobreza e ignorância extrema de algumas parcelas da população. O medo de errar, de não conseguir salvar alguém, de não conseguir fazer a conduta ideal são os monstros que a maior parte dos médicos tem de lidar frequentemente.
Em muitos casos somos obrigados a trabalhar em locais com pouquíssimos recursos e a ter condutas prejudicadas por questões sociopolíticas e econômicas. Outro problema frequente são as jornadas muito exaustivas e longas de trabalho – os famosos plantões podem acabar com a nossa saúde física e mental.

Leia também: Mães no mercado de trabalho: preconceitos que prejudicam

Claro que tudo que escrevi aqui é bem pessoal e varia bastante dependendo do profissional, da especialidade e do campo de atuação. A lição sempre é que devemos fazer o que amamos e tentar sempre adequar nossa rotina e afazeres, levando em consideração a nossa saúde física e mental. Espero que tenham gostado do post!

As alegrias e as dificuldades de ser médica: porque essa profissão tem seus altos e baixos

Um bjoooo e até a próxima!

Mona

Leia também: Alimentação e saúde: a importância dos alimentos na sua nutrição

Posts Recentes:

Posts mais acessados