Secure Adnxs

Sabe de Tudo - O Blog da #ToDeCacho

Conheça as causas e tratamentos para foliculite no couro cabeludo

Você sabe o que é foliculite no couro cabeludo? Esse tipo de inflamação incomoda não só mulheres, mas homens também, e possui origem diversa. A foliculite capilar ocorre no couro cabeludo, na região próxima ao folículo capilar, ou seja, da porção do pelo que se encontra dentro da pele. 

No entanto, vale destacar que é raro de acontecer, mas pode surgir devido à proliferação de fungos ou bactérias no couro cabeludo. Abaixo, vamos explicar detalhadamente o que é a foliculite capilar e como driblar esse problema.

O que é foliculite capilar?

shutterstock 1463063651 630x420 - Conheça as causas e tratamentos para foliculite no couro cabeludo

A foliculite é a inflamação dos folículos pilosos, caracterizando-se pela presença de pústulas foliculares, ou seja, bolinhas avermelhadas e com pus na cabeça. Ela pode ser autolimitada ou necessitar de antibioticoterapia, bem como levar à formação de cicatrizes e perda permanente do cabelo.

Em outras palavras, ela é uma inflamação que aparece na raiz dos pelos, levando ao surgimento de vermelhidão na região acometida, além de coceira, dor e até sangramento. Geralmente, a foliculite é provocada por pelos encravados, mas pode acontecer, também, devido à infecção por fungos ou bactérias.

Além disso, há casos mais graves de foliculite capilar que podem acarretar na queda de cabelo acentuada ou calvície definitiva. Ela é conhecida como foliculite decalvante ou dissecante, caracterizada pelo aparecimento de pequenas bolhas avermelhadas no couro cabeludo, cheias de pus, que causam dor, queimação e coceira.

O que causa foliculite no couro cabeludo?

Existem diversas causas para a foliculite dissecante do couro cabeludo, mas, em geral, elas são divididas em infecciosas ou inflamatórias. 

De maneira geral, a foliculite infecciosa é provocada por bactérias, mas também por outros microorganismos como fungos, vírus e parasitas. Quando superficial, a foliculite infecciosa se manifesta por bolhinhas de pus e carocinhos no interior do pelo.

Já a foliculite inflamatória pode ser causada por fungos, vírus, parasitas ou pela simples irritação da pele, por fatores como oclusão, barbear, pêlos encravados, produtos que irritam a pele e outros fatores.

É importante alertar que toda foliculite infecciosa apresenta inflamação, porém, nem toda foliculite inflamatória tem infecção, já que algumas foliculites se desenvolvem até quando não há nenhuma contaminação por microrganismos. 

Tipos de foliculite capilar

Há diferentes tipos de foliculite capilar. Entre as principais estão:

  • Foliculite decalvante: é um tipo de foliculite crônica que se manifesta por crostas, tufos de cabelo e pústulas. Essa foliculite apresenta inflamação e destruição do folículo e o tratamento é feito com antibióticos orais por períodos prolongados. A sua causa ainda é desconhecida. Por não se tratar de uma foliculite capilar infecciosa, ela não é contagiosa; 
  • Foliculite dissecante: também não é infecciosa e nem contagiosa. Esse tipo de foliculite faz parte de um grupo de reações inflamatórias da pele que ainda incluem a acne conglobata e a hidrosadenite. As lesões se iniciam na nuca com formação de nódulos, abscessos purulentos ou pústulas. A reação dela é tão intensa que pode levar à queda de cabelo e alopecia cicatricial permanente. A isotretinoína é o tratamento de escolha, além de outras opções como o uso de antibióticos sistêmicos e corticoides; 
  • Foliculite queloidiana da nuca: esse tipo acomete principalmente homens afrodescendentes que apresentam pústulas agrupadas na região occipital. As lesões podem evoluir para abscessos, cicatrizes, placas ou alopecia cicatricial. A causa dessa foliculite é incerta, mas pode ser prevenida com algumas ações básicas, como evitar a raspagem de cabelo ou uso de chapéus por muito tempo. 

Como tratar foliculite no couro cabeludo?

shutterstock 192633185 630x420 - Conheça as causas e tratamentos para foliculite no couro cabeludo

A dúvida que muitos têm é: como tratar foliculite no couro cabeludo? Como funciona o tratamento para foliculite capilar? Duas ações fundamentais envolvem o tratamento para foliculite no couro cabeludo. São elas: fortalecer a imunidade e bloquear o que está ocasionando a inflamação. 

Além disso, é possível cuidar da foliculite no couro cabeludo com tratamento caseiro, ou seja, pode ser tratada em casa com a higienização da região. Mas em alguns casos mais graves pode ser necessário o uso de cremes ou pomadas específicas, recomendados pelo dermatologista, médico responsável pelo cuidado. 

É importante ressaltar que o tratamento para foliculite no couro cabeludo precisa ser feito ainda nas fases iniciais, evitando, assim, a inflamação de outras regiões. 

Ou seja, é imprescindível procurar um dermatologista para que seja identificado o agente causador da infecção. Nos casos da foliculite ocasionada por fungos, pode ser recomendado o uso de shampoo antifúngico, normalmente composto por Cetoconazol. Já nos casos da foliculite causadas por bactéria, pode ser indicada a aplicação de antibióticos, como Eritromicina ou Clindamicina.

É importante também seguir o tratamento conforme indicação do profissional, bem como realizar consultas periódicas para verificar se o tratamento está sendo eficaz.

Qual o papel do shampoo para foliculite no couro cabeludo?

shutterstock 1559872667 630x419 - Conheça as causas e tratamentos para foliculite no couro cabeludo

Embora não exista um shampoo exclusivo para foliculite capilar, é possível incluir um bom shampoo, recomendado por um profissional dermatologista, para colaborar no tratamento. 

Portanto, o papel do shampoo para foliculite no couro cabeludo é, além de remover as sujeiras e toxinas, ser um agente auxiliador no tratamento, pois muitos deles possuem em sua composição corticoide, antifúngicos e outras substâncias com poder anti-inflamatório. 

Apesar de ser um auxiliar, é importante entender que apenas o shampoo não é o suficiente para acabar com a foliculite.

Foliculite capilar tem cura?

É possível, sim, conter a doença. Em primeiro lugar, é importante destacar que, o controle sobre foliculite no couro cabeludo depende de um diagnóstico correto. 

Vale destacar que, em muitos casos, o tratamento precoce reduz o desconforto provocado por lesões e evita também a perda de cabelos. Assim, quanto antes iniciar o tratamento, melhores serão os resultados. 

 Dicas para prevenir a foliculite no couro cabeludo

pexels tim mossholder 2291452 630x420 - Conheça as causas e tratamentos para foliculite no couro cabeludo

É possível prevenir o surgimento da foliculite seguindo algumas dicas básicas no dia a dia. Veja abaixo quais são: 

  • Use um shampoo suave com pH adequado para o seu tipo de cabelo;
  • Não compartilhe seu pente, escova, toalha ou outros objetos pessoais;
  •  Lave o cabelo todos os dias, principalmente após suar; 
  • Não prenda o cabelo com força;
  •  Não coce ou manipule as lesões; 
  •  Certifique-se de não passar cremes ou óleos muito próximos à raiz do cabelo. 

Além disso, é fundamental sempre cuidar do couro cabeludo e também das raízes. Inclusive, a situação deles determinará fios saudáveis e bonitos. Por isso, se você deseja ter cabelos fortes e com crescimento adequado é preciso cuidar do couro cabeludo. 

Rate this post

Posts Recentes: