Secure Adnxs

Sabe de Tudo - O Blog da #ToDeCacho

Por que o cabelo afro é símbolo de luta?

black power 630x332 - Por que o cabelo afro é símbolo de luta?
O black power como valorização da beleza negra

O cabelo crespo transcende a esfera estética e é um tema importante quando o assunto é a construção da autoestima e identidade da mulher negra. E para além da beleza, o cabelo afro também foi e continua sendo uma ferramenta política de luta.

Durante muito tempo, diversas práticas contribuíram para a desvalorização do negro e suas características, como o cabelo, enquanto havia uma hipervalorização da estética branca eurocêntrica.

Leia também: Estereótipos do cabelo crespo: vamos dar um basta!

Contra essa corrente, alguns movimentos negros surgiram na luta pelos direitos da pessoa negra, aliado à valorização dos seus traços como uma bandeira de resistência.

cabelo afro 630x332 - Por que o cabelo afro é símbolo de luta?
O cabelo afro como instrumento para o empoderamento negro

Símbolo de luta

Nos anos 60, o cabelo afro foi um dos principais símbolos de grupos que lutavam pelos direitos civis nos Estados Unidos, que sofria fortemente com a segregação racial – e um dos mais famosos foram os Panteras Negras.

Os Panteras Negras tinham como pauta a aceitação da beleza negra, e o cabelo era um elemento indispensável nesse contexto. As mulheres negras foram protagonistas no movimento e ganhavam as ruas com seus cabelos crespos evidenciados em expressivos black powers, mostrando que a luta por direitos iguais incluía usar o cabelo como elas quisessem.

Leia Também: Por que ainda precisamos de um dia da consciência negra?

Mais que apenas uma valorização da estética do cabelo afro, o grupo incentivava que os negros parassem de fazer procedimentos estéticos que minimizazem os seus traços, como alisar o cabelo, e ainda criaram o lema “Black is Beatuiful”, para reforçar esse posicionamento.

beleza negra 630x332 - Por que o cabelo afro é símbolo de luta?
Chegou o momento de evidenciar a beleza negra

Empoderamento negro

Mesmo que esse discurso pareça distante, há muitos reflexos nos dias de hoje e, apesar de tanto tempo, o cabelo afro natural ainda encontra discriminação. Por isso, existem grupos com iniciativas que valorizam a beleza do cabelo crespíssimo e, consequentemente, da beleza negra.

World Afro Day

Em 2016, no Estado do Alabama, nos EUA, uma lei foi aprovada que permitia a recusa na contratação de pessoas que usassem dreadlocks. Essa lei, além de violar os Direitos Civis, é uma iniciativa totalmente pautada em estereótipos racistas e no preconceito com cabelos afros.

Esse evento motivou a criação do World Afro Day (Dia Mundial do Afro), em Londres, que acontece todo dia 15 de setembro, para celebrar a beleza do cabelo crespo e promover educação sobre o tema, focada na infância e juventude.

Marcha do Orgulho Crespo

A Marcha do Orgulho Crespo é um movimento independente criado em São Paulo, em 2015, que busca incentivar a livre expressão do cabelo natural, a representatividade e empoderamento negro.

Agora, a Marcha, todo dia 26 de julho, celebra o Dia do Orgulho Crespo no Estado de São Paulo, por meio da Lei 16.682/2018 e reafirma o compromisso de valorizar a estética negra como ativismo e símbolo de resistência.

Leia também: Mulheres invencíveis: Dandara dos Palmares, símbolo da resistência à escravidão

Mais que estilo, o cabelo afro carrega uma história de luta e continua sendo um símbolo importante na história negra.

Posts Recentes: