Sabe de Tudo - O Blog da #ToDeCacho

Como o machismo atrapalha a minha vida?

Como o machismo atrapalha a minha vida?

Falaaa galeraa! Tudo bem com vocês? Hoje vou falar de como o machismo atrapalha a minha vida.

Confesso que refleti muito antes de escrever esse texto, porque pensei, “cara, não tem como o machismo atrapalhar minha vida, eu sou homem”. Então, fui pesquisar mais sobre isso e descobri coisas que eu realmente não sabia – ou não tinha parado para refletir sobre – e que me chocaram.

Um fato é: as mulheres são as maiores vítimas do machismo. Ele humilha, mata e fere por todo o mundo e todos os dias. Mas, elas não são as únicas vítimas dessa mentalidade destrutiva. Claro que não estou comparando as dores do homem com as da mulher. O machismo não espanca homens todos os dias no chão da cozinha. Homens não são mortos a cada duas horas vítimas de violência doméstica, homens não têm medo de andar na rua sozinhos, pensando que podem ser violentados, as mulheres, sim. Um homem não sofre da mesma forma e nunca vai sofrer. Mas, acabei descobrindo como o machismo também afeta minha vida em tudo isso.

Leia também: Machismo: o que é e suas influências sociais

Os homens se suicidam quatro vezes mais do que as mulheres. Muito disso está ligado às pressões de uma cultura machista que recaem sobre nós. Aliás, somos os que menos procuram ajuda quando necessário apenas pelo fato de que muitos homens acreditam que precisamos sofrer calados e não expor nossos sentimentos e vulnerabilidades.

Eu confesso que tenho muita dificuldade para chorar e, quando isso acontece, é algo que me incomoda muito. Desde pequenos nós, homens, crescemos com a ideia errada de que “chorar é coisa de mulherzinha” e que um homem tem que engolir o choro. Somos “proibidos” de sermos frágeis e temos nossas emoções reprimidas, o que afeta nossa vida de maneira extremamente negativa.

Acredito que seja muito mais aceitável uma menina jogar bola ou soltar pipa do que um menino brincar de boneca – por que é muito provável que essa criança será julgada e até taxada como “gay” (como se isso fosse um problema). Um homem usar uma camisa cor de rosa está acostumado a ouvir que sua masculinidade está afetada, já que “rosa é coisa de mulher”.

Leia também: Novembro azul: como deixar o preconceito de lado e cuidar da saúde

Além do suicídio, no mundo, o câncer de próstata é o segundo que mais mata os homens. E isso se deve muito ao machismo, já que, a maioria evita fazer o exame por causa das piadinhas que os próprios homens fazem em torno do assunto. Até mesmo uma simples tarefa como cuidar da pele, fazer as sobrancelhas ou unhas podem te fazer “menos masculino”.

Infelizmente, querendo ou não, somos todos vítimas do machismo. E devemos lutar contra isso para que todos nós tenhamos direitos iguais e sejamos livres.

Bom, por hoje é isso. Espero que vocês tenham gostado. E você homem? Como o machismo afeta sua vida? Comente aí embaixo.

Tamo junto!

Leia também: Estereótipo: o que é, tipos e como acabar com esta barreira

Posts Recentes:

Posts mais acessados